Publicado em 20/02/2017 09h40

Dançarina baiana e mais duas mulheres são presas acusadas de tráfico de pessoas e prostituição

A dançarina baiana, Carla Sueli Silva Freitas, conhecida como Carla Minhoca, está envolvida no caso

Três mulheres brasileiras foram presas na Itália, na semana que passou, sob acusação de tráfico de pessoas e favorecimento à prostituição. A prisão foi informada no domingo (19), por autoridades através da agência de notícias Ansa.

Autoridades brasileiras investigavam a rede de tráfico e informaram ao governo italiano sobre a atuação de um grupo com sede em Fortaleza, no Ceará, que traficava mulheres para obrigá-las a se prostituir.

No Brasil, foram emitidos mandados contra 13 pessoas. Na Itália, esses mandados foram cumpridos pelas equipes de polícia de Brescia, Milão e Gorizia.

O grupo agia desde 2010 e levou para a Europa mais de 150 mulheres nesse período, segundo as investigação. As informações foram divulgadas pelo Fantástico.

A dançarina baiana, Carla Sueli Silva Freitas, conhecida como Carla Minhoca, Dayana Paula Ribeiro da Silva – conhecida como Paloma, e Emanuella Andrade Bernardo. Carla, Dayana e Emanuella ainda não foram extraditadas ao Brasil.

Também foram presos os eslovenos Vito Camerník e Tíne Mótoh, e três italianos – Marco Paolo Villa, Flávio Frúgis e Pasquale Ferrante.

Cada programa custava 200 euros (cerca de R$ 620) e a quadrilha ficava com metade desse dinheiro. Explorando 20 brasileiras, eles podiam ganhar 10 mil euros por dia (cerca de R$ 65 mil).

Autoria: VN

  • Link:

Comente essa notícia

ENQUETE RECONCAVO AGORA

QUEM VOCÊ VOTARIA PARA PREFEITO DA CIDADE DE MARAGOJIPE?




















Resultado parcial

2020

Publicidade
Copyright 2015-2019 © www.reconcavoagora.com.br - Todos os direitos reservados
jornalismo@reconcavoagora.com.br • Tel/WhatsApp: (75) 99701-8515 / (71) 99246-7277
Desenvolvimento: Tecnosites